ESTOU NO WATTPAD!

Nenhum comentário: X X
 Olá pessoal, quanto tempo, não é? Não parei de escrever, estou começando no Wattpad, se quiserem dar uma olhada na minha história, vou deixá-la linkada aqui embaixo. Ela será atualizada lá toda sexta- feira e não é uma fanfic, na verdade, ela é a história de uma decepção que tive a pouco tempo e que queria colocar no papel como uma forma de me limpa disso tudo, Eu espero que gostem <3.

Longfic: All Against Zayn / Parte Final

3 comentários: X X

Parte final / A lenda.

 No dia seguinte as coisas deveriam estar corridas para Zayn, pois nem no colégio ele apareceu. Todos só falavam na tal festa de aniversário dele e eu fiquei sabendo que a cada ano era uma melhor que a outra. Zayn era um tipo de rei das festas e eu também soube que ele sabe exatamente como dar uma e fazer com que todos gostem... e quem não vai gostar? Ele é Zayn Malik, além de lindo é podre de rico e sabe como fazer as pessoas se divertirem. Passei o dia todo com Niall, estávamos rindo muito e quando tocamos no assunto Zayn ele até comentou que iria dar uma passada na festa, mas eu não disse nada que era a convidada vip do Malik, ele iria surtar e dizer coisas que eu já sei como: Zayn não presta; ele não gosta de você; eu conheço ele a mais tempo e sei como ele realmente é. Na boa, Niall é muito chato quando começa a falar disso, tenho vontade de colar a boca dele que nem sequestradores fazem com as pessoas na maioria dos filmes, mas eu disse para ele passar em casa para irmos a festa juntos e ele topou na hora.
Alex: E o que você pretende usar?- estávamos na minha casa, as meninas iriam se arrumar ali.
Eu: Não pensei exatamente no que usar, talvez uma calça jeans e tênis.
Lola: Faça-me o favor! Já está quase na hora e você não parece nenhum pouco animada.
Eu: Porque não veem algo ai no meu guarda-roupas enquanto eu tomo um banho?- suspirei, levantando da cama e indo pro banheiro sentindo elas me encararem mas eu não disse nada, não estava com a miníma vontade de acabar com isso, quer dizer, eu estava mas não queria deixar Zayn escapar, acho que ele estava sendo sincero comigo e eu queria ser sincera com ele, queria ficar com ele mesmo imaginando que não daria certo. Queria ter pelo menos um último encontro, curtir a noite com ele e beijar bastante, apenas para não esquecer o gosto do seu beijo. Zayn para mim era único e pensar nisso me machucava pois eu sabia, sabia que era só fachada e que um de nós - ou os dois - iríamos sair muito machucados dessa história.

 Eu me olhava no espelho, estava embaçado por conta do vapor, as meninas já tinham tomado banho e só faltava eu. Me olhando bem, eu era a mesma garota estranha que gosta de usar moletom e calças largas, que não se importa se alguém vai achar atraente ou não, goste quem gostar eu sou assim, mas eu estava dividida agora e era horrível ter dúvidas sobre quem eu realmente era. Limpei o espelho na tentativa de me ver melhor.


 Como era de se esperar, a mesma SeuNome que se tornara mesquinha estava ali, fui até o box decepcionada e tomei meu banho, foi demorado e bom para que refletisse um pouco. Um aperto tomava conta do meu peito e eu sabia que eu estava errando feio com Zayn por conta de gostar dele e estar o enganando. Eu iria desistir, só tinha que pensar em um jeito de contar isso as meninas que estavam me esperando do lado de fora do quarto. Sai do banheiro enrolada em uma toalha e vi que elas acabavam de se arrumar, logo quem estava sendo arrumada era eu, elas riam e faziam piadas mas eu não conseguia fazer nada além de dar um sorriso de lado. Aquilo era muita maldade e eu infelizmente havia me tocado apenas agora.
Gaby: O que foi?
Eu: Nada, Niall vai vir me buscar pra irmos juntos e estava apenas pensando a cara de Zayn quando eu chegar com ele.- forcei um riso.
Lola: Vão juntos?- assenti com a cabeça enquanto Alex mexia em meus cabelos, o arrumando.- Perfeito.
Alex: Ele é bem lindinho.
Eu: E legal, ele é uma boa pessoa.- suspirei.
Lola: Eu nunca tinha notado que ele estudava na escola até ver você com ele.- ela disse e Alex fez sinal para que eu me levantasse e eu desenrolei a toalha do meu corpo, indo até a roupa que estava em cima da cama.
Lola: Você tem vontade de ficar com ele? - ela perguntou e eu a encarei imediatamente.
Eu: Óbvio que não, ele é apenas um amigo.
Gaby: Acho que deveria investir nele depois que tudo isso acabar. - ela se olhava no espelho enquanto falava. Comecei a me trocar e não respondi, não queria falar muito pra não brigar antes da hora. Assim que acabei de me trocar, coloquei o relógio que Zayn havia me dado no pulso e olhei no espelho, eu estava bonita, mas ansiava pelo meus jeans largos e meus tênis ao invés de vestido e sandálias.
Eu: Estou pronta. - disse depois de alguns minutos me olhando no espelho e ouvindo a conversa alheia das garotas.
Alex: Você está realmente incrível, pena que não é pra uma ocasião muito boa, né? - ela disse e eu peguei meu celular mandando mensagem para Niall e balancei a cabeça para Alex.
Eu: Infelizmente... vamos descer? Já mandei mensagem pra Niall dizendo que estou pronta, daqui a alguns minutos ele chega.
Gaby: Eu estou com um frio na barriga, algo está me dizendo que as coisas vão muito bem hoje a noite.
Lola: Nunca esperei tanto por uma coisa como estou esperando por isso. - ela dizia enquanto descíamos as escadas. Alex trazia na mão seu notebook e o DVD onde estava gravado toda a nossa vingança, iríamos colocar na festa e humilhar Zayn na frente de todos.

 Chegamos na sala e eu estava suando frio, estava ansiosa demais. Sabia que se eu demorasse um minuto a mais pra dizer o que estava entalado na minha garganta, eu não diria porque seria tarde demais.
Eu: Garotas, preciso dizer uma coisa! - elas me olharam, as três uma ao lado da outra cruzaram os braços e me encaravam com um olhar quase mortal.
Lola: O que foi agora?
Eu: Não posso fazer isso, não posso conviver com essa culpa de estar magoando alguém que não fez nada pra mim! - suspirei.
Alex: Não dá pra desistir no último segundo, SeuNome.
Eu: Dá sim e eu estou desistindo! - me irritei, já estava cansada de ser obrigada a fazer a maioria das coisas.
Lola: Você... você não merece isso! - ela disse se referindo ao relógio em meu pulso. - Esse relógio era pra pertencer a mim! - ela gritou.
Gaby: Olha só pra você, é óbvio que pertence a mim, eu fui a primeira com quem ele ficou! - ela olhava Lola com raiva.
Alex: Convenhamos que vocês são bem sem graça, então é óbvio que o relógio pertence a mim!

 Encarei aquela cena ridícula de boca aberta, elas nunca se gostaram, nunca gostaram de mim, apenas queriam Zayn mesmo depois de tudo que fizeram.
Eu: CHEGA! - chamei a atenção delas - Não percebem o quanto isso é ridículo? Está na cara que cada uma de vocês ainda gosta dele e tem esperanças de poder ficar com ele depois que tudo isso acabar..  vocês são patéticas, cada uma só se importou com si mesma, se eu soubesse não teria participado disso! Nunca se tratou sobre a traição de Zayn e sim de uma competição, pra ver quem fica com ele no final.
Alex: E você acha qee vai ser você? - ela tinha raiva nos olhos - Zayn se apaixonou por quem fizemos você ser, caso contrário seria a mesma garota sem graça e amiga do esquisito!
Eu:- sorri, mas senti que meus olhos estavam marejados - Pense pelo lado bom, querida, pelo menos ele esta apaixonado por mim e não por vocês.
Gaby: Você é baixa!
Eu: Não, vocês são, agora saiam da minha casa, por favor.

 A campainha tocou na mesma hora e elas se entre olharam parecendo pensar na mesma coisa. Alex foi a primeira a ir ate a porta e quando a abriu, saiu com as duas outras atrás. Para minha surpresa, Niall entrou assim que elas já estavam no carro de Alex, ele me olhava esquisito e mesmo sem querer, senti vontade de rir dele.
Niall: O que essas meninas estão fazendo na sua casa? O pior, juntas? Todos sabem que elas se odeiam!
Eu: É uma longa história, Niall. - sorri fraco.
Niall: Então me conta no caminho? - ele disse, estendendo as mãos para mim e eu sorri, as pegando.

 A caminho da festa, eu estava com vergonha de abrir a boca pra começar a dizer o que estava acontecendo e Niall parecia não querer me pressionar a contar e eu estava agradecida por isso, mas precisava desabafar com alguém e ele era a pessoa perfeita pra isso e no momento, era a única.
Eu: Estou me sentindo uma idiota agora, você não tem noção da vergonha que eu tô só de você ter me visto com aquelas garotas.- comecei.
Niall: O que tá pegando?- ele me deu uma breve olhada.- Eu não entendi o porquê de aquelas garotas estarem na sua casa.- ele disse e eu suspirei.
Eu: Eu estou com elas desde o dia daquela briga na quadra da escola, Niall. Elas me fizeram uma proposta depois que viram que Zayn havia me notado e eu aceitei, já vi minha mãe sofrer por tantos caras e pensei que fazer Zayn sofrer aliviaria um pouco meu ódio por homens como ele, mas eu estava enganada, dentro de mim só cresceu amor e arrependimento.
Niall: Está apaixonada por ele?
Eu: Estou... e agora, quando eu disse que não queria fazer mais parte disso elas surtaram, hoje seria o dia em que o humilharíamos na festa dele, mas eu não quero isso, entende? Não quero que ele sofra apesar de ter feito várias pessoas sofrerem por ele. Zayn está sendo sincero comigo e eu sinto que tenho que ser sincera com ele também.
Niall: Que porre, SeuApelido. Eu bem que desconfiei disso tudo.- suspirou.
Eu: Pode me xingar agora se quiser.- forcei um sorriso e senti as lágrimas de arrependimento começarem a descer por minhas bochechas.
Niall: Não vou fazer isso, enganar Zayn foi uma puta sacanagem e você também teve uma puta coragem, pena que acabou se machucando com isso... espero que ele esteja sendo sincero no que te diz pra que você não fique mais magoada.
Eu: Eu não havia pensado nessa parte...
Niall: Relaxa, se ele te magoar eu quebro a cara dele por você, okay?- ele disse, me fazendo rir.
Eu: Você não existe.
Niall: Existo e faço qualquer coisa por você, espero que não se esqueça disso.- ele sorriu.

 O resto do caminho eu fui em silêncio e Niall também não disse mais nada. Ele era um bom amigo e eu sabia que estaria sempre ali para o que eu precisasse. Quando chegamos no lugar da festa, Niall levou alguns minutos para conseguir um lugar pra estacionar e então eu resolvi ir na frente, combinamos que nos encontraríamos lá dentro. Quando sai do carro, vesti o casaco de Niall, estava frio ali e eu desejei estar em casa deitada em minha cama comendo bobagens. Coloquei as mãos nos bolsos do casaco na esperança de me aquecer um pouco mais e andei até a entrada. Do lado de fora o som já estava alto e quando entrei no local quase fiquei surda, mas logo me acostumei com o volume da música. Várias pessoas dançavam no local que mais parecia um galpão abandonado e enfeitado com bexigas e outros enfeites estranhos coloridos e fluorescentes, algumas pessoas tinha seus rostos pintados e a cada giro que a luz pendurada no teto dava as cores em seus corpos parecia mudar e eu achei aquilo incrível. Garçonetes de biquínis zanzavam por todo o lugar com bandejas nas mãos, elas equilibravam tão bem que até dançavam enquanto serviam os loucos na pista principal sem deixar nada cair. Varri o local com o olhar procurando por Zayn e não consegui encontrá-lo, então resolvi me aprofundar mais. Passei por algumas pessoas que me encaravam e cheguei até a pista de dança principal, tentei passar sem atrapalhar ninguém mas foi impossível, então comecei a me mexer desjeitosamente no ritmo da música e quis rir de mim mesma. Com jeito consegui chegar até o outro lado e pude ver um palco, nele tina um carro muito bonito e com certeza muito caro com um laço enorme de presente e ao lado dele tinha uma mesa enorme com alguns amigos de Zayn sentados ali comendo, bebendo e com certeza invejando o amigo. Quando dei um passo para continuar procurando por Zayn, mãos taparam meus olhos, estavam geladas e se eu não me engano parecia que havia acabado de chegar ali assim como eu, o frio nos dedos denunciavam que a pessoa podia estar aqui dentro a apenas alguns minutos, já que dentro do galpão estava quente e lá fora frio. Suspirei e tentei tirar as mãos da pessoa do meu rosto mas não consegui, então resolvi entrar na brincadeirinha.
Eu: Zayn? É você?- eu disse alto e a pessoa atrás de mim riu mas não consegui ouvir se era a risada dele.- Niall?
- Errou!- a pessoa disse em meu ouvido e tirou a mão do meu rosto, me virei imediatamente vendo Lola ali, não avistem Gaby e muito menos Alex.- Está curtindo a festa?
Eu: Não, mas você parece que está.- eu fechei a cara, ela estava sorridente.
Lola: Ainda não, mas vou começar a curtir daqui a alguns instantes... aproveite a noite SeuNome, ela vai ser muito interessante.- ela se virou para sair e uma garçonete passou ao lado dela e a mesma pegou um drink, fiquei com raiva e fiz o mesmo bebendo no mesmo instante sentindo aquilo descer pela minha garganta rasgando.

 Comecei a andar para o lado oposto dela ainda a procura de Zayn e não achá-lo já estava me irritando, eu não fazia a mínima ideia de onde ele havia se enfiado e parece que Deus ouviu minhas preces quando a música cessou e a voz dele soou fazendo todos gritarem. Olhei imediatamente para todos os cantos e o encontrei em cima do palco com um moletom amarelo, calça jeans e seu famoso topete, estava incrível, ele sorria, estava animado e passava toda sua boa energia para todas as pessoas dali.
Zayn: Olá pessoal! Estão curtindo? - todos gritaram em resposta positiva - Só parei um momento porque acho que devo fazer uma coisa que me indicaram, eu quero chamar aqui no palco a minha garota, SeuNome Hamilton.- eu congelei no mesmo instante, quis sair dali mas não dava mais tempo, algumas pessoas me empurravam em direção ao palco e eu tive sorte de chegar até lá sem nenhum arranhão mas o que foi mais difícil foi quando subi e tive que fingir meu melhor sorriso enquanto me aproximava de Zayn.
Zayn: Aqui está ela!- ele disse, me roubando um selinho, fiquei surpresa e apenas dei um sorriso sem graça.- Hoje mais cedo recebi um envelope dessa garota, eu não vi o vídeo que contém nesse DVD, resolvi deixar para ver com todos vocês como diz nas instruções que estavam no envelope... chegou a hora.
Eu: Zayn eu acho melhor não...

 Tarde demais, o amigo de Zayn apertou o play e todos olhavam para um grande telão, logo eu apareci e as palavras começaram a sair da minha boca naquele vídeo e acada segundo era como uma facada em meu coração.
"Querido Zayn, quero te parabenizar nesse dia tão especial pra você. Na verdade, eu não quero, só estou dizendo isso para que esse vídeo no começo pareça alguma coisa boa para você, mas na verdade é só pra te humilhar no meio de todos esses convidados. Você não passa de um canalha que não sabe como tratar uma mulher, fica com várias ao mesmo tempo e  diz que me ama... será mesmo, Zayn? Será que você não fica com outras enquanto se declara pra mim? Eu realmente não sei, mas sei que isso tudo foi apenas uma vingança. Minhas amigas Alex, Gaby e Lola sabem disso.- as garotas apareceram no vídeo brevemente acenando, Zayn olhava o telão atentamente e decepcionado.- Você é tão idiota e canalha que achou mesmo que alguém como eu iria me apaixonar por alguém como você? Eu só quero te ver sofrer, Malik, ver você sentir o gosto de como é sofrer por amor como já fez várias pessoas sofrerem por você. O que eu sinto por você é apenas nojo e pena, como você disse, você é só uma garrafa de vinho que eu quero tirar a rolha e aproveitar.. soa estranho quando é você ouvindo isso de alguém, não é? Também odiei ver o vídeo em que você dizia isso de mim. Zayn, feliz aniversário e o único presente que vou te dar vai ser meu sincero nojo e ódio, aproveite a festa!"

 O vídeo acabou ali e eu senti tanto por Zayn ter visto aquilo. Todos estavam quietos esperando alguma reação e então eu tomei o microfone da mão de Zayn e olhei para todos que agora nos olhavam, o clima ali estava tenso e pela primeira vez vi Zayn de cabeça baixa.
Eu: Bom, eu nem sei o que dizer depois disso.- eu comecei, olhando brevemente para Zayn que agora me encarava com atenção e depois olhei para as pessoas.- Eu não sei como pude entrar nessa de vingança. no começo eu confesso que me diverti muito com tudo, ver Zayn cair como um patinho no meio de tudo isso foi engraçado mas acontece que eu também cai. Eu me apaixonei por cada parte de Zayn e agora eu estou me sentindo um lixo por ter feito parte de tudo isso. Eu não enganei só a ele, enganei a várias pessoas, inclusive a mim mesma.- eu disse, e vi Niall na platéia, ele sorriu me incentivando a continuar a falar.- Não quero que ninguém aqui fique com raiva de mim, e se ficar tudo bem, eu mereço muito mais que raiva, eu mereço receber ódio e nojo de algumas pessoas, brincar com o sentimento de alguém não é algo legal a se fazer, mesmo Zayn tendo feito isso a não sei quanto tempo eu sei que comigo ele estava sendo sincero ao demonstrar sentimentos que até as ex's dele ficavam com ciumes. Eu sei que errei feio e espero que um dia posso me desculpar com vocês todos por ter sido influenciada e ter agido como uma vadia...
- Ah, cala a boca!- disse um menino que estava perto do bolo.

 E quando eu percebi, um pedaço enorme de bolo voava em minha direção, me atingindo direto no rosto. Todos começaram a rir de mim e eu estava sem reação, fui até o bolo e enfiei a mão no mesmo, surpreendendo Zayn que recebeu um pedaço no meio da testa. No mesmo instante, aquilo tudo já havia virado uma grande brincadeira. Copos, bebidas e bolo eram jogados de um lado para o outro fazendo com que todos se divertissem mais e esquecessem o clima tenso que estava antes de tudo isso acontecer. Mal cai na real quando Zayn saiu me puxando pra longe de toda aquela bagunça e quando dei por mim já estávamos do lado de fora da festa, nos encarando. Limpei meu rosto com a barra do vestido e Zayn limpou sua testa com a manga do moletom amarelo. Ele estava um pouco longe, mesmo ele tendo me levado até ali eu não percebi que havia me afastado.
Eu: Acho que te devo grandes desculpas.- o semblante de Zayn mudou totalmente, ele parecia bem chateado e deu alguns passos em minha direção com a cabeça baixa.

Zayn: Não estou chateado se é o que está pensando, mas aceito suas desculpas.- ele agora estava na minha frente e me olhava nos olhos.
Eu: Eu fui a maior idiota com você, agi sem pensar e o pior é que eu me apaixonei por você, Zayn. No meio dos nossos encontros e tudo, mesmo eu sabendo que você é um canalha eu acabei me apaixonando e me odeio por isso.- suspirei.
Zayn: Não deve se odiar, nem me odiar, faz parte, SeuNome.- ele disse, se sentando no capô de um carro e estendeu a mão para que eu me aproximasse mais e me sentasse ao lado dele.
Eu: Não fala como se não se importasse.
Zayn: Eu não me importo, não me importo porque agora estou aqui com você se declarando pra mim e isso era tudo o que eu queria.
Eu: Me usar?
Zayn: Não, isso nunca. Sempre quis ouvir da sua boca que está apaixonada por mim mas agora não sei se é parte do seu lance com aquelas malucas.
Eu: Pode ter certeza, não é.
Zayn: Sabe qual a melhor parte de tudo isso?- ele disse e percebi que estava segurando o riso.
Eu: O que?- sorri.
Zayn: Consegui te ver de lingerie pela web cam.- ele soltou uma gargalhada me fazendo rir também.
Eu: Como você consegue rir em uma situação dessas, porra!
Zayn: Tem que ter senso de humor, SeuApelido.
Eu: Não consigo, desculpa ai.- o cutuquei e ele riu.
Zayn: - suspirou- Mesmo gostando de você, acho que não devemos ficar juntos, SeuNome. Acho que não daria certo nunca.
Eu: Pra falar a verdade, eu também acho que não, mas  merecemos dar pelo menos um último beijo.
Zayn: Eu ia propor a mesma coisa.

 Zayn sorriu e entrelaçou seus dedos por meus cabelos me puxando para um beijo de tirar o fôlego. Sua língua brincava com a minha de maneira alucinante e eu cheguei a pensar que ele tinha treinado ou aprendido algumas técnicas novas, pois estava muito bom. Em meio ao beijo eu senti chateação por não o ter aproveitado enquanto eu o tinha, queria mesmo ficar com ele mas sabia que nunca daria certo, não por vivermos em mundos diferentes mas sim pela enganação que já havia passado por nosso relacionamento de mentirinha. Tentar não adiantaria, nós sabíamos que não.
Zayn: Você fica mais linda ainda com essa bochecha toda suja de glacê.- ele disse quando partimos o beijo e passou o polegar em minha bochecha o lambendo em seguida.
Eu: Tenho que ir, Zayn.- sorri, não queria ficar mais nem um minuto ali, não queria me iludir.
Zayn: Te vejo por ai, SeuNome.- ele disse e eu desci do capô do carro sorrindo, comecei a andar com as mãos no casaco (agora sujo de bolo) de Niall e parei no instante em que Zayn me chamou eu me virei e ele me olhava sorrindo.- Eu te amo!

 Eu fiquei sem reação mas meu sorriso já dizia tudo o que eu queria dizer. Eu também o amava e me achava idiota por isso. Abri a boca e apenas sussurrei um "eu também te amo" como resposta e ele me olhava com os olhos brilhando e com um sorriso leve nos lábios. Sua atenção foi desviada porque um de seus amigos o chamou de longe, e então ele olhou para o cara.


Fiquei mais alguns segundos ali o observando e fui embora pra casa e tinha certeza que eu sonharia com tudo aquela noite.

***
 Algumas semanas depois eu diria que tudo já estava normalizado. Lola, Gaby e Alex já tinham voltado a se odiar e ainda tinham levado fama de traidoras na escola toda. As três ainda continuavam a correr atrás de Zayn e o mesmo havia mudado bastante, agora não escondia das garotas que saia com várias e até as apresentava, já era um avanço, pelo menos eu acho. E eu? Bom, continuo amiga de Niall, estamos cada vez mais próximos. Quanto a Zayn acho que estou o superando e isso é bom, pelo menos pra mim e para nós dois. Era o melhor para nós. Zayn era o garoto inconquistável que um dia foi fisgado por uma garota de jeans largo e trança e eu, bom, eu era a lenda que um dia conquistou Zayn Malik.
FIM.
Geeeente!
Espero que tenham gostado desses finzinho e que me desculpem pela demora! Espero que tenham gostado mesmo, de coraçãozinho! Até mais.

AVISO: A minha fanfic Remember? que era postada no blog Imaginação Directioner vai começar a ser postada aqui no blog, todos os capítulos já estão disponíveis na página do imagine em fanfics em andamento, espero que gostem!

Longfic: All Against Zayn / Parte 06

Um comentário: X X
Parte seis / O garoto de calcinha.

 Quando a noite caiu e todos já estavam em seus dormitórios, as meninas sugeriram que fizesse uma chamada com Zayn pelo Skype e eu aceitei. Estava brava e queria descontar toda minha raiva nele que por acaso não tinha olhado pra minha cara todas as horas que trombamos. Ajeitei meu roupão por cima da lingerie que tinha colocado para instigá-lo e me sentei na cadeira com o notebook de Alex em cima de uma mesinha. As meninas estavam deitadas na cama a minha frente, Zayn nem imaginaria que elas estavam ali. Fiz a ligação e demorou um pouco para que ele atendesse, com certeza queria se fazer de difícil. Quando ele finalmente atendeu, estava sem camisa deixando todas as tatuagens sem sentidos - para mim - a mostra.
Zayn: Olha me desculpe como te tratei mais cedo, eu não queria que terminasse assim, a verdade é que eu gosto de você e isso me deixa louco, parece que você me irrita de propósito mas eu sei que não é sua intenção, não fique brava comigo por eu ser tão frio... eu só não sei muito bem como agir quando sou rejeitado.- ele disparou, olhei para Lola e ela pareceu não ter entendido nada.
Eu: Poxa, eu não sei nem o que dizer...- as meninas gesticulavam, estavam com cartazes com falas e eu jurava que a qualquer momento eu poderia explodir em gargalhadas.
Zayn: Não diga nada então, apenas me diga porque não me quer como eu te quero e...
Eu: Pra que ficar falando disso, meu amor?- eu disse, abrindo o roupão, deixei meu sutiã a mostra e o queixo dele pareceu cair.
Zayn: Estamos bem então?- tive a impressão que ele babava.
Eu: Já brigamos alguma vez?- eu disse com a voz mais sexy que conseguia e as meninas vibravam atrás do computador.- Porque não nos resolvemos da melhor forma possível?- eu disse, abrindo o roupão por completo e o tirei, dando um volta e mostrando a ele minha lingerie toda e me sentei novamente.- O que me diz?
Zayn: Não podemos ficar zanzando pelos corredores.
Eu: E quem precisa?- eu olhei brevemente para as meninas que mostravam uma anotação, li rapidamente e voltei meu olhar para a tela do computador.- Fiz a conta, você está a três quartos depois do meu, dá pra você vir pela janela, olhei por fora mais cedo e dá pra você andar por ali sem cair e morrer.- sorri.
Zayn: Não sei não, SeuNome.- ele estava com receio.
Eu: Jura que vai me deixar na mão?- joguei os cabelos para um lado e abaixei uma alça do meu sutiã.
Zayn: Tudo bem, não a o que você me peça sorrindo que eu não faça chorando.- eu disfarcei uma revirada de olhos.
Eu: Ah! Antes de vir, tem um presentinho pra você debaixo da cama, vem com ele tá? É o meu fetiche, beijos.- eu disse e fechei o notebook.- O que acharam?
Gaby: Magnifica! Se eu fosse homem iria querer transar com você com certeza.
Eu: Eu não vou transar com ninguém!
Lola: Sabemos disso querida, estamos apenas fazendo uma comparação. Se você não quer perder sua virgindade com Zayn tudo bem, só não dê chilique não vamos te forçar a fazer isso nunca.
Eu: Tudo bem então...- relaxei e peguei meu roupão no chão o colocando.- Acham mesmo que ele vai vestir aquilo?- eu ri e elas me acompanharam.
Alex: Uma coisa que é cem por cento certa: Zayn faz qualquer coisa pra ter uma transa e com você não vai ser diferente, tenho certeza.
Eu: Vou confessar que tenho vontade de transar com Zayn, mas ele parece ter pinto pequeno.
Alex: Uh! Essa doeu.
Lola: Ele não pode saber que você falou isso nem morta senão já vai querer mostrar aqueles doze centímetros pra você.- nós rimos.

 Mal esperava para Zayn cair na nossa armadilha.
Zayn Malik P.O.V's
 Eu estava feliz, finalmente iria conseguir o que eu queria, não que eu quisesse só sexo, SeuNome era uma garota especial e eu estava mesmo gostando dela de todo o meu coração, nunca havia gostado de ninguém da mesma maneira antes e eu não queria apenas transar com ela, queria ter algo mais sério também. Eu estava sozinho no quarto e aproveitei para pegar o presente que ela disse que estava debaixo da cama. Quando abri a caixa, vi ali que tinha uma calcinha, com alguns enfeites muito loucos e eu fiquei refletindo por alguns instantes se aquilo era mesmo sério, eu já tinha feito muitas loucuras pra ter uma transa garantida mas usar uma calcinha era a primeira vez. Vi que tinha um bilhete no fundo da caixa e o peguei, abrindo e vendo a letra dela, era uma caligrafia delicada, assim como ela.
"Querido Zayn, não sei e você curte essas coisas de fantasias sexuais, mas eu gosto, então, quero que use isto... se não usar eu não quero nem que você apareça por aqui... você vai ficar tão sexy quando vestir isso, estou acesa só de imaginar. Estou te esperando ansiosamente... Ah! Já venha vestido com isso, não quero perder tempo nenhum! Beijos, SeuNomeH."
 Pensei até em ligar pra SeuNome e perguntar se aquilo não era uma brincadeira de mal gosto mas não ia contrariá-la, vai que ela desistia de transar comigo e eu estava louco pra entrar em cena logo. Tirei roupas e coloquei aquela peça íntima ridícula, ficou horrível, devo admitir mas eu não iria desistir, afinal, só SeuNome me veria daquele jeito e se era aquilo que ela tanto queria, ela ira ter. Abri a janela do quarto e olhei pra fora, contando quantos quartos teria que pular, um frio bateu em meu rosto me fazendo estremecer, eu morria de medo de altura mas não podia recuar e tinha centímetros de concreto plano ali que me fariam andar como se estivesse no chão. Sai janela afora e olhei pra baixo logo me arrependendo, aquilo tudo teria que valer a pena, era loucura. Andei me segurando na parede, estava frio ali e o vento frio batia sem dó. Quando contei exatamente três janelas depois do meu quarto, eu abri a janela e entrei no quarto de SeuNome, estava escuro ali e um barulho vinha do chuveiro, ela estava tomando um banho e eu iria esperar em minha melhor pose apesar de estar vestindo aquela calcinha ridícula de homem. Me deitei de lado na cama, virado para a porta do banheiro, assim que SeuNome saísse já veria o volume do meu instrumento e eu estava super ansioso, apoiei minha cabeça em uma das mãos e respirei fundo quando a porta do banheiro se abriu. Dei um remexida para me ajeitar e para minha surpresa, quem saiu dali não foi SeuNome e sim a treinadora, eu não sabia o que fazer, então resolvi ficar intacto na esperança de ela não perceber minha presença, mas a velha acendeu a luz e seu olhar foi diretamente para a cama e a mesma deu um grito que deve ter sido ouvido até nas cidades vizinhas.
Treinadora: ZAYN MALIK O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO NO MEU QUARTO NESSAS CONDIÇÕES, ESTÁ ME ZOANDO?- ela veio até mim, me pegando pela orelha e me obrigando a levantar se não quisesse que ela a arrancasse fora.
Eu: D-desculpa treinadora eu errei o quarto.- disse, tentando não ter minha orelha arrancada enquanto era puxado para a porta.
Treinadora: Então está se engraçando com as minhas garotas! Pois você vai ver só uma coisa!- ela abriu a porta e saímos do quarto, ela apitava desesperadamente e em instantes o corredor estava cheio de alunos com seus celulares tirando fotos minhas e no momento eu não me importava mais de ter uma orelha a menos e sim me importava em ter fotos minhas de calcinha espalhadas por ai, eu seria uma piada. O treinador logo apareceu e abriu caminho no meio daquele monte de pessoas e parecia furioso
Treinador: O que você está fazendo com o meu garoto!- ele me puxou pelo braço me soltando das mãos daquela velha.
Treinadora: Seu garoto estava deitado na minha cama com essa calcinha ridícula e ainda disse que errou de quarto, eu avisei que não queria que seus jogadores ficassem de gracinha com as minhas meninas!
Treinador: São os hormônios! E Zayn, que calcinha ridícula é essa? Você era meu preferido, cara.- ele disse e então eu aproveitei que estavam todos ali e eu já estava pagando o maior mico, iria dar a volta por cima, afinal, quase tudo o que eu faço vira moda.
Eu: Estão vendo isso?- eu disse, dando uma voltinha, todos estavam quietos me escutando.- São super confortáveis para dormir, não é só porque sou homem que não quero um conforto, cuecas box as vezes atrapalham meu amiguinho aqui!- eu apontei pro meu pênis e todos gritaram.- Não fiquem com vergonha de ser quem vocês são! Usem calcinhas a vontade, além de serem confortáveis ajudam muito na hora de treinar basquete e de dormir!- todos me aplaudiram e eu fiquei feliz por ter conseguido contornar a situação, mas ainda ouvia as pessoas me criticando, eu estava super chateado e espero que isso não me prejudique em nada. Quando me virei para ir pro meu quarto, vi SeuNome na porta de um quarto e quando ela viu que eu a olhava, deu um breve sorriso e pude ler seus lábios.
Você: Desculpa, contei errado.
Zayn: Tudo bem...- sussurrei para que ela lesse meu lábios.- Foi bom passar essa experiência a vocês!- eu disse para o pessoal que continuava a tirar fotos minhas.- É isso pessoa, até o jogo de amanhã.
 Sai dali o mais rápido que pude forçando um sorriso para todos que gritavam meu nome. Entrei no meu quarto e me joguei na cama me sentindo um bosta. Eu sabia que SeuNome não estava me enganando mas agora eu tinha dúvidas, ela estava fazendo um jogo comigo? Eu mal sabia as coisas sobre ela e ela sabia tudo sobre mim, me fez ir de calcinha até o quarto errado e eu praticamente fui humilhado por metade da escola, me sentia mal. Me cobri e bufei, aquela calcinha era mesmo confortável e eu soltei um risinho por pensar em usar sempre, me sentia o maior gay da história, não que eu seja preconceituoso, claro.

 No dia seguinte, a noite eu já estava em casa. Havíamos ganhado o jogo mas eu não estava tão feliz quanto gostaria de estar. Estava ajeitando as coisas para a minha festa de aniversário mas não estava achando tanta graça como achava nos outros anos. SeuNome não havia me mandado nenhuma mensagem e nem respondido as que eu havia mandado o que estava me abalando cada vez mais, cada mensagem ignorada era um soco no estomago e ela parecia nem se importar, pelo menos não como eu me importava. Suspirei, não podia fazer nada a respeito, o padrasto dela me odiava e era capaz de eu ser recebido com tiros se fosse até a casa dela, a minha única opção era ficar em casa o que era estranho porque se fosse outra garota eu estaria em algum bar bebendo ou estaria com outra garota. Eu não sabia o que estava acontecendo, no começo eu só queria que ela fosse mais uma mas o jeito dela me conquistou desde nosso primeiro encontro e eu me sentia um merda por ter me apaixonado facilmente por uma garota que não está nem ai pra mim, agora sei como as garotas se sentem quando eu digo que vou ligar no dia seguinte mas nunca ligo. Ligar... era uma boa coisa a fazer agora, já que nas mensagens eu não obtive resposta alguma. Deixei as coisas que estava planejando de lado e peguei o celular ligando para SeuNome, o telefone deu vários toques e eu ouvi a voz dela dizer o recado da caixa postal.
Você: Você ligou para SeuNome Hamilton, provavelmente estou ocupada no momento, não adianta deixar mensagem porque eu não vou ouvir!- a voz dela soou e eu senti saudade de ouvi-la pessoalmente, resolvi deixar uma mensagem pro caso de ela querer ouvir e para que ela visse que eu estava mesmo querendo algo sério com ela que duvidava tanto do que eu sentia.
Eu: SeuNome, é o Zayn, por favor, me responda, quero conversar com você, estou sentindo sua falta...- suspirei- Beijos e eu te... adoro.

 Desliguei o celular e só não o joguei na parede porque custava dinheiro. Os dias se passaram e finalmente o dia da minha festa era amanhã. Era manhã e eu estava na escola a procura de SeuNome que desde então estava fugindo de mim, nem na aula de cálculo eu a via mais, nem ela e nem aquele loiro que se não me engano o nome é Niall o que me fez ter a paranoia de que os dois estão tendo alguma coisa e isso me deixa louco. No fim do período eu mandei uma mensagem a ela perguntando se ainda iria na minha festa, não teria graça se ela não fosse e eu ainda tinha um pingo de esperança de que ela me respondesse e parece que funcionou.
"Não vou perder sua festa por nada nesse mundo!"

 Aproveitei que ela havia me respondido e tentei puxar assunto:
"Será que pode me encontrar na área verde do colégio?"
"Claro Z, estou indo pra lá agora mesmo."
SeuNome Hamilton P.O.V's
Eu: Me devolve meu celular!- pulei em cima de Alex para pegá-lo dela e consegui.
Alex: Zayn quer te encontrar na área verde do colégio, vá antes que ele perca as esperanças.
Eu: Não tenho cara pra olhar pra ele agora, garotas, me deem um crédito.
Gaby: Já se passou quase uma semana, SeuNome e o filho da mãe ainda deu a volta por cima, a festa dele é amanhã e acabaremos com tudo isso não desista agora, por favor...
Eu:- bufei- Tudo bem, eu vou, mas o que eu falo?
Alex: Não diga nada, Zayn vai dizer tudo por você.

 Assenti e peguei meu material saindo daquela sala que não era usada para aulas e que usávamos como nosso esconderijo de encontros. Segui para a área verde do colégio e avistei Zayn de longe, sentado em um banco, estava sozinho. Já sabia sobre o que ele iria falar e eu não sabia o que responder, estava com medo do rumo que as coisas tomaram, eu não estava tomando minhas próprias decisões, estava sendo influenciada e isso era horrível e o pior é que eu tinha aceitado isso e pior ainda: eu estava perdidamente apaixonada por ele. O sinal de saída bateu no mesmo instante que eu me sentei ao lado de Zayn, mas eu não me importava em ir embora, não antes de conversar com ele.
Eu: Oi.- disse, sem graça.
Zayn: Hey!- ele deu um sorriso largo ao me ver.- Pensei que nem viria mais.
Eu: Estava em um lugar um pouco afastado, por isso demorei... sobre o que quer falar?- perguntei.
Zayn: Estou louco, eu não paro de pensar em você e não sei se isso é normal, eu nunca havia sentido isso antes, você é a primeira garota que estou gostando de verdade e isso me deixa confuso porque você faz comigo as mesmas coisas que eu fazia com as garotas com quem eu saia.
Eu: Isso é confuso até pra mim... você é um cara legal e eu jurava que me chamou aqui pra falar porque fiz você se expor de calcinha pra turma toda.- eu disse e ele deu uma risada, também não fiz questão de segurar o riso.
Zayn: Fiquei chateado na hora, mas dei a volta por cima.
Eu: Como sempre faz...- suspirei- Eu não sei o que dizer, sei coisas sobre você que não me agradaram nenhum pouco, não quero ser tratada como um produto, não por você.- agora eu estava séria, lembrando do vídeo do vestiário.
Zayn: Não quero te tratar como um produto, isso nunca! Você não tem noção de como meu coração acelera quando você vem em minha cabeça, você mexe comigo e caralho, nenhuma outra me fez sentir o que senti quando beijei você pela primeira vez.
Eu: Não quer me tratar como um produto? Tem certeza que não sou um vinho caro que você só quer tirar a rolha e aproveitar?- eu o encarei com raiva.
Zayn: Onde ouviu isso?- ele pareceu assustado.
Eu: Não interessa!
Zayn: Não foi o que eu quis dizer, eu já gostava de você quando disse aquilo, só não queria admitir.
Eu: Pra não parecer um babaca e me ridicularizar na frente de um monte marmanjos? Muito obrigada.- bufei.
Zayn: O que tenho que fazer pra você ter a certeza que gosto de você?
Eu: Nada, porque eu sei Zayn, eu sei de tudo sobre você e sei que só quer me levar pra cama mesmo sabendo que estou perdidamente apaixonada por você, mas pra você eu só só mais uma virgem ou melhor, mais uma garrafa de vinho caro.
Zayn: Olha...- ele disse, tirando o relógio dele do pulso, pude reparar que atrás estavam as iniciais de seu nome e eu gelei. O relógio era de prata e sempre que havia visto Zayn ele estava com aquele relógio, deveria ser importante pra ele.- Ganhei de presente do meu avô e é importante pra mim, espero que seja uma prova de amor pra você.- ele disse, colocando o relógio em meu pulso e o prendendo.
Eu: Não posso aceitar.
Zayn: Eu não o quero de volta, é seu agora e quero que você e quem mais quiser saber,- ele aumentou a voz e várias pessoas nos olhavam agora- Que eu amo essa garota mas do que qualquer outra, amo o jeito como ela é, como ela sorri, como ela me faz sorrir apenas por existir. Eu quero ficar com você, SeuNome Hamilton!

 Os alunos que estavam ali nos olhavam e eu não exitei na hora de depositar um beijo nos lábios dele, o beijo foi rápido mas eu gostei, pareceu ainda melhor que todos os outros que havíamos dado. Mas infelizmente não duraria muito, amanhã tudo aquilo acabaria. Nosso conto de fadas iria virar uma verdadeira história de terror.
Continua...

Oi gatenhas! Demorei né? Espero que tenha válido a pena a demora e eu fiz o maior que consegui. O próximo capítulo será o último e espero ter agradado vocês com a longfic como agradei a mim mesma. As demoras pra mim também são um saco, mas está tudo corrido pra mim e espero que entendam! Comentem, a opinião de vocês é importante sempre!